Sindicato dos Empregados no Comércio emite nota de esclarecimento acerca do Aumento Salarial aos trabalhadores de Francisco Beltrão

O Sindicato dos Empregados no Comércio de Francisco Beltrão se utiliza da presente nota a fim de dar transparência e esclarecer a situação da negociação coletiva 2023/2024, com data-base em 1° de junho de 2023, para os trabalhadores no comércio lojista e varejista de Francisco Beltrão, a qual ainda não foi finalizada.

Cabe esclarecer que as negociações para os demais setores do comércio e também para o comércio varejista da região, abrangendo 26 municípios de nossa base, já foram assinadas pelos Sindicatos laboral e patronal, registradas pelo Ministério do Trabalho e repassadas às empresas para pagamento aos trabalhadores. Todas elas resultaram ganho real nos salários e novos itens como gratificação pelo trabalho em domingos e feriados, gratificação pelo dia do comerciário, vale-alimentação, garantia do pagamento do retroativo desde a data base de junho, dentre outros inúmeros pontos, que beneficiam os comerciários.

Já a negociação para os trabalhadores do comércio lojista e varejista de Francisco Beltrão vem há muitos anos sendo conduzida com valores de pisos salariais abaixo dos valores praticados para o comércio nos demais municípios da região sudoeste, pela não concordância do Sindicato Patronal na valorização dos pisos salariais para os trabalhadores da cidade e tampouco na implementação de benefícios como vale-alimentação, gratificação do dia do comerciário, dentre outros, reivindicados em anos anteriores e também na negociação de 2023.

Na negociação deste ano, o Sindicato dos Empregados recebeu a proposta de reajuste apenas pelo índice do INPC do período da data base, a saber, 3,74%. Com isso, o piso da categoria, que era de R$1.721,00, passaria apenas para o valor de R$1.785,00. Ocorre que a negociação para os trabalhadores da região (excluindo Francisco Beltrão) estabeleceu o reajuste de 5,50% e o piso geral, que era de R$1.766,00, foi reajustado para R$ 1.865,00.

Consequentemente, a diferença entre o piso regional e de Francisco Beltrão, que já era de 45 reais, aumentaria para 80 reais, acarretando uma desigualdade ainda maior entre os trabalhadores. O Sindicato dos Empregados entende que a contraproposta não é razoável tendo em vista alguns fatores, tais como: o volume de negócios produzido no município de Francisco Beltrão em comparação aos demais da região e o reajuste do salário-mínimo regional do Paraná, na faixa aplicável aos trabalhadores no comércio, o qual foi para o valor de R$1.927,02.

Encaminhamos a proposta para que a negociação seja assinada nos mesmos moldes da que foi registrada para os demais municípios da região, com piso geral para o comércio em R$1.865,00 e reajuste para os trabalhadores acima do piso em 5.50%. Em seu retorno o Sindicato Patronal enviou uma proposta de 5.50% tanto no piso quanto nos reajustes salariais, sendo que o novo piso ficaria no valor de R$1.816,00, porém condicionou esses valores com a inclusão de uma cláusula de sua exigência na negociação. O Sindicato dos Empregados no Comércio repudia inclusive os ataques pessoais realizados nas reuniões de negociação, contra membros da comissão do SECFB.

Diante de tantos empecilhos, dificuldades e da desvaloração dos trabalhadores no comércio lojista e varejista de Francisco Beltrão, reafirmamos ao Sindicato Patronal a nossa proposta e continuaremos à disposição para o diálogo visando o entendimento nessa questão e a valorização da categoria que tanto se empenha para que o comércio de Beltrão seja referência regional e por isso também viemos a público para explicar os fatos e dar transparência a este processo.

Desde já, orientamos as empresas que apliquem os novos pisos conforme a Convenção Coletiva de Trabalho assinada pela Federação Patronal e repassem o reajuste de 5,50% aos seus trabalhadores retroativo ao mês de junho de 2023 para que não sejam os trabalhadores os maiores prejudicados pelo não entendimento do Sindicato Patronal em atender essa demanda justa por parte da categoria.

Ademais, seguimos buscando caminhos para resolver o quanto antes essa situação que tanto prejudica os trabalhadores da categoria.

 

Atenciosamente,

Comissão de Negociação Coletiva 2023/2024

Sindicato dos Empregados no Comércio de Francisco Beltrão

One thought on “Sindicato dos Empregados no Comércio emite nota de esclarecimento acerca do Aumento Salarial aos trabalhadores de Francisco Beltrão

  • 17 de fevereiro de 2024 em 11:22
    Permalink

    Fica desta forma explicado aos empresários desta cidade porque não conseguem funcionários , fica explicado porque tem mais vagas que candidatos .
    Pois as vagas ofertadas são para 1 pessoas exercer funções de 3 a 4 pessoas e receber por 1 e sendo o salário mais baixo da região.
    Alguém precisa contar aos barões de Beltrão que a escravidão acabou e ainda é ilegal

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + dezoito =